Home > Acontece > Acontece no Mercado > Employer Branding 1.0, 2.0 e 3.0

Employer Branding 1.0, 2.0 e 3.0

EB 3.0 é tendência hoje, pois vai ao encontro dos desejos da sociedade atual

por Laura Ammann* 

Um dos grandes nomes quando se fala em Employer Branding é Brett Michington, autor de “Employer Brand Leadership – a global perspective”. O livro trata de diversos mecanismos de fortalecimento de marca empregadora e, em uma de suas partes, o “futuro do Employer Branding” é abordado. Com uma tabela que auxilia o leitor, Michington passa pelas definições de EB 1.0, 2.0 e 3.0, que representam diferentes patamares de aplicação da marca empregadora.

O Employer Branding 1.0 seria um cenário mais primitivo, onde as empresas consideram os funcionários como uma fonte infinita e pretende com eles preencher posições disponíveis, esperando deles bom desempenho em suas atividades. As empresas inseridas no contexto EB 2.0 começam a ter maiores preocupações em engajar seus funcionários, que acabam ganhando mais foco, em oposição ao sistema mais antigo, onde a empresa era a peça mais importante da engrenagem.

Missão da empresa
Já o EB 3.0 se tornou tendência atualmente. O colaborador é mais do que engajado na missão da empresa, pois acredita fazer parte de algo que contribui de alguma forma ao mundo. Aqui, os conceitos de comunidade, de máximo potencial e de colaboradores como recursos são parte do cotidiano.

Associações cronológicas são naturalmente feitas, uma vez que o EB 1.0 era mais comum antes dos anos 90 e menos comum hoje. Características do próprio mercado de trabalho influenciam seu tempo, como a quantidade de mão de obra qualificada disponível, as aspirações dos funcionários em relação aos seus empregos e seus papéis dentro de uma organização.

Tendência
O EB 3.0 é tendência hoje em dia, pois vai ao encontro dos desejos da sociedade atual: equilíbrio entre vida pessoal e profissional, estilo de vida sustentável, flexibilidade de horário e local de trabalho que permite a fuga do caos da metrópole.

Entretanto, é importante destacar que os três tipos de Employer Branding continuam sendo aplicados atualmente, a despeito da grande tendência do último cenário. A tabela abaixo esclarece esses conceitos e poderá inclusive servir de diagnóstico para quem vier a se interessar.

Imagem1

*da equipe de Employer Branding da VAGAS.com