Home > Acontece > Acontece no Mercado > Agência procura profissionais sem experiência

Agência procura profissionais sem experiência

Há vagas para profissionais bons em português ou matemática

por Fernanda Bottoni*

Se você vive dizendo que não consegue o primeiro emprego porque não tem experiência, talvez esteja procurando no lugar errado. Para algumas empresas, pode acreditar, contratar profissionais sem experiência não é problema algum.

Uma delas é a agência de lançamentos digitais Neuari, que fica em Fortaleza, no Ceará. Em 2014, a empresa tinha sete funcionários. No final de 2015, já eram vinte. Hoje, são 42 pessoas e até o final de 2017 devem ser 70. “Queremos fechar 2020 com 300 colaboradores”, afirma Rafael Galdino, COO da empresa.

Procuram-se profissionais sem experiência

Hoje, a agência tem vagas para análise de performance, criação, edição de vídeos, copyright e gestores de projeto. Várias das oportunidades são para pessoas realmente sem experiência, que serão treinadas na própria empresa. “Quem vai trabalhar com copyright, por exemplo, só precisa saber português, o resto vai aprender aqui com a gente”, afirma Rafael.

Um analista de tráfego precisa basicamente mandar bem em matemática e ter perfil analítico. Candidatos às vagas de edição de vídeo precisam ter noção das ferramentas, mesmo que não tenham experiência profissional. Experiência é pré-requisito basicamente para quem vai gerir projetos ou criar identidade visual.

“Contratamos muito mais pelo comportamental do que pela experiência”, afirma Rafael. A dica, para quem quer trabalhar na Neuari, é ser otimista, ter hábito de leitura, buscar aprimoramento constante, saber trabalhar em equipe e jogar para ganhar. “Não buscamos pessoas que jogam para cumprir tabela”, diz ele. Outra dica é que a Neuari tem dificuldade para encontrar pessoas com o perfil que procura em Fortaleza.

 

Cadastre seu currículo no VAGAS.com.br e aproveite inúmeras oportunidades de emprego. Se você já tem um cadastro, atualize-o aqui.

 

*Fernanda Bottoni é jornalista e escreve sobre carreira e mercado de trabalho há 15 anos.