Home > Acontece > Acontece no Mercado > 5 tipos de Engenharia para você conhecer

5 tipos de Engenharia para você conhecer

Conheça algumas profissões e veja se você gostaria de seguir este caminho

Aqueles que estão pensando em seguir a carreira em Engenharia ou já começaram a graduação e ainda não decidiram que área seguir devem ficar atentos ao ritmo e às tendências do setor para não dar bola fora. Para saber quais devem ser os rumos da Engenharia e do mercado de trabalho da área, conversamos com Luciano Pereira Soares, do Insper, que tem acompanhado de perto esses movimentos.

Conheça cinco cursos de Engenharia

1. Engenharia Mecânica

Muita gente desconhece tudo o que faz um engenheiro mecânico, diz Soares. “A maioria das pessoas pensa que ele só faz carros”, afirma. Claro que o mercado automobilístico é grande e está bem desenvolvido, diz ele, mas outras áreas devem crescer nos próximos anos.

“A térmica, por exemplo, que analisa pressão, temperatura e qualidade do ar nos aviões, que não tem nada a ver com o motor da turbina, mas estuda de que forma os passageiros podem se sentir mais confortáveis dentro do avião é da Engenharia Mecânica e deve crescer muito”, diz ele. Outro caso é da área de geração de energia e consumo. “O engenheiro tem que saber quais as melhores formas de usar as energias que têm à disposição.”

2. Engenharia Mecatrônica

Essa área da Engenharia que combina os conhecimentos de mecânica e computação já é muito requisitada e deve ser ainda mais nos próximos anos. “Cada vez mais os equipamentos mecânicos serão controlados por computadores, tudo deve ser automatizado”, diz Soares.

“Pense que todos os componentes puramente mecânicos que existem hoje terão algum grau de controle automático no futuro, as máquinas que dependem de alguém girar a manivela para acertar a regulagem deverão ser eletronicamente controladas”, acredita.

3. Engenharia da Computação

A área de informática esta em evolução e não se imagina que deva parar de crescer. “Novas tecnologias surgem o tempo todo, a computação está em todo lugar, por isso a área da Engenharia da Computação tende a manter um ritmo muito bom, tanto de formação de novos profissionais quanto de contratações”, afirma.

Ele explica que a principal diferença entre o curso de Ciência da Computação e Engenharia da Computação é que o primeiro é basicamente focado em software enquanto o segundo lida tanto com software quanto com hardware. “A solução para uma empresa nunca é apenas software ou apenas hardware e o engenheiro da computação consegue entender bem essas duas demandas”, afirma.

4. Engenharia Biomédica

A área que mistura conhecimentos de Medicina com Engenharia, sem dúvidas, deve bombar nos próximos anos. “Esses profissionais serão muito demandados pelo mercado de trabalho, mas hoje poucas escolas oferecem esse curso”, diz Soares. Uma delas é a Universidade Federal de Uberlândia. “Não é tão simples montar um curso assim, pois exige parceria com algum hospital”, explica.

5. Engenharia Civil

“É uma das Engenharias mais procuradas. É fato que quem se forma atualmente não tem dificuldade de conseguir emprego, mas também a procura por esse curso cresceu muito nos últimos anos e a quantidade de profissionais é muito alta. “Temos muitas obras e construções no país, mas esse crescimento não deve manter o ritmo com recessões, logo esses profissionais sofrem mais o efeito”, explica.

Outra tendência que Soares aponta é exatamente na formação dos novos engenheiros. “Os cursos devem deixar de ter carga técnica tão alta, pois precisam ser complementados com outras ênfases, como empreendedorismo e entendimento do ambiente e dos usuários”, explica. “Se o engenheiro vai criar soluções para melhorar a vida das pessoas, ele tem que entender as pessoas e apenas a carga técnica alta não vai dar essa condição.”

Confira mais informações sobre a carreira de Engenharia Civil no Mapa VAGAS de Carreiras.