Home > Acontece > Acontece na VAGAS > Nerds da VAGAS desenvolvem aplicativo em 48 horas

Nerds da VAGAS desenvolvem aplicativo em 48 horas

Por Fabíola Lago
Fotos de Rogério Montenegro

Três nerds e um webdesigner, galera de apoio, um freezer com 80 energéticos, uma ideia na cabeça e 48 horas para executá-la. Sem banho, sem colchão, mas muita pizza, lanchinhos, rascunhos, quatro webcams ligadas fulltime e 500 equipes competindo no mundo inteiro. O desafio? Criar e desenvolver um aplicativo completo a partir do zero. A VAGAS participou pela primeira vez do Rails Rumble, uma maratona de programação em Ruby que exige foco, criatividade e um tipo de adrenalina que só os nerds entendem. Além da equipe VAGAS, a empresa também recebeu uma equipe de Sorocaba para participar do evento.

Kako: uma ótima oportunidade de tirar projetos da gaveta

Kako: uma ótima oportunidade de tirar projetos da gaveta

E o time da VAGAS conseguiu: desenvolveu o Tag Me, um aplicativo em que o usuário escolhe 10 tags para se autodefinir, mas que depois os amigos podem “desmentir” alguma tag escolhida e ainda acrescentar outras. Também funciona como forma de descobrir pessoas com afinidades por temas, características e qualquer palavra colocada pelo proprietário. “Uma brincadeira em forma de rede, com filtros, onde só entram convidados e pode mostrar que nem sempre sua autoimagem ‘confere’ com a que as pessoas têm de você”, explica Adriano Dadario, engenheiro de software, há três anos na VAGAS, que participou da concepção do projeto, mas atuou como apoio para a equipe.

Carlyle Botasso Junior, o Kako, 21 anos, analista de sistema e com apenas oito meses de VAGAS foi quem botou pilha para a empresa formar um time para o Rails Rumble. “Soube do evento ano passado. Trata-se de um evento mundial, monitorado com screenshots, muito respeitado entre programadores de Ruby. É o momento de tirar projetos que estão na gaveta e realizá-los”, brinca o nerd.

Ronie: criar, desenvolver e concluir um aplicativo em 48 horas é um desafio

Ronie: criar, desenvolver e concluir um aplicativo em 48 horas é um desafio

“Um dos critérios para avaliação do software é a sua completude”, conta Ronie Uliana, 37 anos, há três na VAGAS. Foi sua primeira experiência de maratona em programação. “É legal experimentar coisas novas, fazer um novo software sem as implicações que normalmente teríamos num ambiente corporativo, com diversas reuniões, envolvimento de outras áreas. É o chamado green field: você faz o que quer. Apesar dos prêmios, o grande motivador é o desafio”.

O webdesigner Raphael Barboza, 27 anos, também curtiu a experiência. “Saí esgotado, mentalmente fatigado, mas com uma sensação ótima de realização. Você tem que tomar decisões rápidas e com colegas que você já tem entrosamento é muito melhor. Participar de um evento tão intenso, onde você fica 48 horas focado, dá segurança, autoconfiança para realizar outros projetos”, avalia. Rapha desenvolveu toda a interface gráfica do Tag Me.

Rapha: é preciso decidir rapidamente

Rapha: é preciso decidir rapidamente

Com bermudão e chinelo, regados a pizza e RedBull — foram 12 litros do energético para sete pessoas – o Rails Rumble também é uma excelente vitrine para a própria VAGAS mostrar seu investimento em inovação e atrair novos talentos dessa tecnologia, o Ruby. Para Adriano Dadario, profissionais de Ruby são mais outsiders, diferentes dos programadores em Java, uma linguagem muito mais popular e disseminada nos cursos de TI. “São programadores que curtem a linguagem por prazer e muitas vezes desconhecem oportunidades de emprego como da VAGAS, que adota essa tecnologia”, destaca Dadario.

“Independente de ganharmos ou não, fazer um projeto do início ao fim é muito legal, os objetivos são mais tangíveis. Vamos repetir essa experiência em 2014 com muito mais equipes”, entusiasma-se Reinaldo Braga, 35 anos, programador da VAGAS há três anos.

Se você curte Ruby e esse tipo de adrenalina, você tem que trabalhar na VAGAS! Confira as vagas da empresa para TI e cadastre seu currículo!

VAGAS PARA NERDS NA VAGAS

EQUIPE CONVIDADA

Três estudantes de graduação de Ciências da Computação da UFSCAR participaram do Rails Rumble nas dependências da VAGAS: Hugo Nomura, 23 anos, André Mitsuoka, 21 e Rodrigo Mello Arraes, 22. Convidados por Tiago Godinho, 26 anos, programador da VAGAS, eles desenvolveram um aplicativo para coordenar eventos de tecnologia na faculdade.

O QUE É O RAILS RUMBLE?

É uma competição de programação distribuída, onde equipes de uma a quatro pessoas, de todo o mundo, têm 48 horas para construir uma aplicação web inovadora, com Ruby on Rails ou outro framework web baseado em Rubi Rack. Após as 48 horas devem estar prontas e um painel de jurados especialistas escolhe os dez vencedores. Para saber mais, confira o site do evento.