Recrutamento Preditivo: o que é e como pode transformar o RH

A análise preditiva de dados voltada para a otimização de processos seletivos, que chamamos de Recrutamento Preditivo, pode ser um divisor de águas na forma como as empresas escolhem suas pessoas. Boas contratações poderão ocorrer com muito mais frequência e agilidade, por isso é tão importante estar antenado  às mudanças que essa nova era pode trazer.

Antecipando o futuro

Uma das grandes contribuições que a Ciência de Dados trouxe a diversas áreas de negócio foi a capacidade de antecipar acontecimentos futuros com base em padrões do passado. Com o uso de dados, algoritmos estatísticos e técnicas de machine learning hoje é possível saber, por exemplo, a probabilidade de uma determinada pessoa se tornar seu cliente muito antes da compra, saber se alguém tem chances de rescindir um contrato muito antes de demonstrar insatisfação, assim como saber quanto tempo você levará para chegar ao trabalho em um determinado dia da semana que ainda está por vir.

Como isso tudo é possível? Dados. Dentro de um grande volume de informações sempre existem padrões que sinalizam a probabilidade de algum evento acontecer (ou voltar a acontecer), e os profissionais de recrutamento e seleção podem tirar grande proveito disso.

Como o Recrutamento Preditivo pode fazer a diferença?

Esse novo movimento é uma forma de antecipar as respostas mais relevantes para os recrutadores(as). Ganhos operacionais significativos e contratações cada vez mais alinhadas são alguns dos benefícios que podem ser esperados.

Além disso, o Recrutamento Preditivo pode agregar ainda mais inteligência em diferentes etapas do processo, facilitando e muito algumas atividades que são críticas e  demandam muito esforço dos profissionais de RH atualmente. Conheça algumas delas:

Na divulgação das oportunidades

  • Com base nas características profissionais que você busca, informadas em seu anúncio de vaga, seria possível identificar rapidamente os possíveis candidatos que teriam potencial para sua empresa e posição, alertando-os automaticamente. Algo que contribui diretamente com a quantidade de candidatos qualificados dentro do seu processo.
  • Com base em um histórico de vagas divulgadas, passa a ser possível identificar os padrões daquelas que costumam apresentar problemas de candidaturas, alertando as empresas automaticamente quando estiverem seguindo caminhos semelhantes. Já imaginou poder entender se a sua vaga será um sucesso ou não antes mesmo de divulgá-la? Incrível, não é mesmo?

Na triagem de currículos

  • Sem precisar que você defina todos os critérios de triagem e ranking, passa a ser possível ordenar os currículos automaticamente com base em outros profissionais que já ocupam a mesma posição que você está divulgando. O que forma um bom Analista de Markerting? Vamos descobrir nos padrões dos dados.
  • Todos os dados (currículo, avaliações, perfil comportamental, etc) dos profissionais de melhor desempenho na sua empresa provavelmente apresentam padrões e podem servir como base para a seleção de pessoas semelhantes.

Claro que esses são apenas alguns dos exemplos e que muito mais pode ser feito. São diversos caminhos que as empresas de tecnologia para recrutamento e seleção estão tomando e que prometem transformar esse mercado.

O importante agora é garantir que você e sua equipe estejam ligados nas novidades que surgirão, pois elas têm tudo para trazer mais eficiência e eficácia ao desafio mais importante de uma empresa: encontrar e selecionar os melhores profissionais.

Se você gostou do artigo e quer saber mais sobre Ciência de Dados, Recrutamento Preditivo ou outros temas relevantes para RH e recrutamento e seleção, não deixe de se cadastrar em nossa newsletter.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"