Employer Branding e o seu poder de unir empresas e candidatos

É cada vez mais relevante olhar para o recrutamento e seleção de bons profissionais como um dos pilares mais estratégicos do negócio. Uma grande prática que pode apoiar recrutadores na realização qualificada desse desafio é definir, estruturar e cuidar da sua marca empregadora. Para iniciar sua leitura, vamos começar pelo básico, contando o que é Employer Branding.

Employer Branding é o processo de promover uma determinada companhia como uma marca desejada por um público alvo projetado, visando recrutar e reter talentos. Para que isso aconteça, é necessário primeiro trabalhar o Employer Brand, que é a identidade dessa empresa como uma forte opção de escolha para os candidatos, que deve ser autêntica, relevante e aspiracional. É o famoso gerador do “orgulho de ser”.

Atraia os candidatos com o poder da sua marca empregadora

Você conseguiria fazer um alto investimento na compra de um carro sem que fosse impactado anteriormente por comunicações sobre ele e sem se aprofundar em pesquisas e opiniões sobre a sua qualidade? Provavelmente a sua resposta foi negativa. Quando um candidato quer pesquisar sobre uma determinada empresa, também funciona assim.

Muito além da leitura de um anúncio de uma vaga, ele quer entender e se aprofundar cada vez mais na cultura, missão, visão, valores e especialmente no propósito daquela empresa. Além disso, ele precisa avaliar a compatibilidade daqueles valores com os dele. E é aí que começam os filtros.

Um vegetariano, por exemplo, não seria um profissional completamente realizado se trabalhasse em um frigorífico. Isso atingiria os seus princípios e sua moral.

A palavra que pode definir employer branding e recrutamento e seleção de profissionais aderentes é o match. Sim, a pessoa lê aquela vaga dos sonhos, pesquisa sobre a empresa e sente que faz parte dela. Já a empresa, encontra aquele candidato através de um software para recrutamento e seleção, já detecta que ele é 100% compatível com a vaga que encontrou e com toda a essência da empresa divulgada no anúncio, e na hora da entrevista começa a ver que, além de tudo, os valores também são compatíveis. Esse é o encontro perfeito entre pessoas e empresas.

Mas afinal, como Employer Branding funciona na prática?

Para a atração de bons candidatos, você precisa cuidar da gestão de todos os canais que possibilitem o seu contato com ele. Sejam as redes sociais, importantes fontes para captação de informações, sites que possibilitem a avaliação da sua empresa e até mesmo os canais de sistema de atendimento ou contatos diretos. Além de eventos de carreira, comunidades específicas em que as personas definidas se encontram, comunicação interna, experiências online e sites de carreira. A ideia é passar o seu ponto forte e utilizar essas fontes como oportunidades para fortalecer a sua reputação e consequentemente, ampliar a atração e retenção.

Outra estratégia já muito adotada por algumas multinacionais que atuam por aqui, embora ainda sejam poucos os cases no Brasil, é a de definir e utilizar embaixadores da marca empregadora, que são profissionais engajados que trabalham na empresa e podem compartilhar uma visão realista e inspiradora com o mercado de candidatos. Eles atuam em eventos, dentro de universidades, compartilhando suas experiências dentro da empresa nas redes sociais, com depoimentos em vídeo ou um simples post corporativo. Mas vale reforçar novamente, tem que ser autêntico!

Outro ponto de atenção e grande envolvimento de profissionais de RH é a construção do Employee Value Proposition (EVP), que em termos bem simples, significa uma análise bem profunda do que a sua concorrência tem ou não tem e você faz melhor. Um bom EVP reflete a visão interna da empresa, destacando atributos que podem ser utilizados na definição da sua marca empregadora.

Dicas de ouro para fazer acontecer

Criar valor para uma marca que busca pelos melhores profissionais do mercado não tem preço. Então, para finalizar, separamos algumas dicas que podem potencializar o EB na sua empresa:

  • Seja criativo! Crie ações internas e externas focadas no seu objetivo de atrair e reter e que despertem admiração e relevância, tanto do público interno quanto para os candidatos que pesquisam pelas oportunidades oferecidas.
  • Entenda os benefícios que a sua empresa oferece internamente e retrate essa imagem além  (EVP – visão de dentro, Employer Branding – visão de fora);
  • Se una com equipes que possam te ajudar a conquistar esse objetivo: Marketing, Endomarketing e RH são primordiais nessa etapa. Com diferentes olhares e intenções, conseguirão elaborar um plano consistente para a atração dos talentos e retratar a marca empregadora para o mercado;
  • Mensure e garanta que as ações realizadas trarão o resultado esperado. Crie indicadores e os acompanhe constantemente (taxa de contratação, índice de redução de turnover, pesquisas de clima, análise de aumento de produtividade,impacto nas vendas, otimização de custos, etc)
  • E o mais importante, garanta que a sua empresa e o candidato façam a melhor escolha e que esse match renda bons frutos para ambos.

Esperamos que as dicas e o artigo em geral sirvam para o seu dia-a-dia na empresa. Se quiser acompanhar mais novidades, não se esqueça de assinar nossa newsletter.

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"