Como usar a inteligência de dados na tomada de decisões?

Ronie Uliana no Fórum VAGAS

Após a palestra inaugural do geógrafo Luciano Legaspe, o Fórum VAGAS recebeu o arquiteto de software Ronie Uliana, um dos responsáveis pela criação do Mapa VAGAS de Carreiras, ferramenta gratuita que permite a qualquer pessoa navegar entre as conexões formadas por mais de 250 cargos diferentes – um projeto pioneiro que teve como base 8,5 milhões de currículos cadastrados pelos usuários do site.

Com desenvoltura, Uliana contou sobre o início do projeto, que nasceu em 2013 a partir de uma análise sobre similaridades entre os currículos do VAGAS.com.br. “Comecei a fazer testes com os nossos cadastros e os dados me contaram como o emprego no Brasil funciona: como as pessoas trabalham, o que fazem e para onde vão.”

Ciente da existência de um movimento de análises de dados, que teve início décadas atrás com conceitos como o Data Warehouse, passando pelo Big Data e chegando ao atual Data Science, Uliana imaginou que ao filtrar o enorme banco de dados, teria uma vantagem estratégica para o negócio da VAGAS.com.

“O desafio, no início, foi desenvolver uma forma visual de apresentar aquelas informações para os próprios funcionários da empresa. Como não temos chefe, pois a gestão na VAGAS é horizontal, não precisava convencer uma pessoa, mas todos os nossos 160 colaboradores”, revela.

“É muito legal ter dados inteligentes, mas como vou mostrar isso? Não seria possível mostrar milhões de informações que se cruzam numa planilha e em Power Point. E esse foi um dos nossos maiores desafios”, completou Uliana, revelando que o nome “mapa” surgiu dessa solução. “Ele virou um mapa de conexões entre os cargos e graças a esse conceito tivemos carta branca para seguir com o projeto.”

Posteriormente o trabalho se voltou para a limpeza de informações existentes no banco de dados do VAGAS.com.br. “Tem muita coisa nos currículos que as pessoas não sabem como preencher. Isso faz com que as informações tenham ruídos. Aí aprendemos que a grande dificuldade ao trabalhar com análises sofisticadas é separar dados valiosos de coisas erradas.”

Questionado sobre o futuro da ferramenta, Uliana disse que apenas a longo prazo será possível medir o seu impacto. Mas frisou que atualmente alguns benefícios já são mensuráveis. “Enquanto os candidatos já podem avaliar para onde seus pares migram em suas carreiras, as empresas conseguem fazer o planejamento da carreira dos funcionários com base na realidade.”

Continue acompanhando a cobertura do Fórum VAGAS aqui no site e nas redes sociais da VAGAS.com.



Sorry, the comment form is closed at this time.