Home > Oráculo > Lição de À Procura da Felicidade: nunca desistir

Lição de À Procura da Felicidade: nunca desistir

Filme, baseado em uma história real, mostra que vencer é possível

por Josafá Crisóstomo*

Todo mundo que trabalha sabe o quanto é bom sentir-se produtivo e atuante. Importante também é receber os frutos desse trabalho e poder dividi-los com quem se ama ou ao menos com aqueles que dependem de nós. À Procura da Felicidade é um filme que fala desse sentimento de completude e que pode ser sentido com ainda mais vigor por quem  já passou por momentos de profundo desalento e privação.

Nesta obra, dirigida pelo italiano Gabriele Muccino, há uma mensagem fundamental a todos batalhando por uma vaga no mercado de trabalho: a certeza de que, se você realmente quer alcançar um sonho, você tem tudo para conseguir esse intento. Sim, isso sempre será possível com determinação, coragem, ousadia e também fé (por que não?). Christopher Gardner (Will Smith) é alguém talhado com perfeição para comprovar essa tese. Ele foi roubado, abandonado pela esposa, conheceu necessidades e privações extremas, mas se manteve fiel ao seu único objetivo: conseguir dar um futuro digno a seu filho.

Baseado em fatos reais, o filme traz uma lição comovente e, sem dúvida alguma, necessária, podendo ser aprendida por todos, pois o que garante sua eficácia é o fato de que é uma história prenhe de sinceridade e honestidade. No longa, o Christopher pequeno (Jaden Smith, também filho do ator Will Smith na vida real), apesar da pouca idade, encara com muita seriedade e realismo as dificuldades do adulto em arrumar emprego e promover-lhes o mínimo conforto.

Balde de água fria
Em um dos momentos de desespero do personagem – trata-se da cena em que ambos jogam basquete – o pai se vê repetindo para o filho uma fala que é um lugar comum entre os pessimistas, ou seja, ele diz que o filho não seria bom em basquete como ele também não pôde ser. Qualquer criança desanimaria diante desse balde de água fria e não foi diferente com o pequeno. Somente ao ver o desconforto e a tristeza que provocou no rebento é que Chris se corrige e lhe diz: “Nunca deixe alguém lhe dizer que não pode fazer alguma coisa, nem mesmo eu. As pessoas não conseguem vencer e dizem que você também não vai vencer. Se você quer uma coisa, corra atrás. Ponto”

Essa é, afinal, a história de um vendedor que pauta sua vida com inteligência, bom humor e, principalmente, por meio da sua capacidade de lidar com as pessoas. É isso o que permite sua sobrevivência nas piores experiências e com que demonstre o amor ao filho em qualquer circunstância, garantindo-lhes uma relação absolutamente saudável. Portanto, é somente com base nesse contexto que aquele recado dado por um pai ao seu filho revela-se o tipo de verdade singela, mas que garante também que ela pode e deve ser conhecida, experimentada e, se já esquecida, retomada por todo aquele que deseje iniciar ou recomeçar a conquista do sucesso em qualquer carreira.

À Procura da Felicidade (The Pursuit of Happyness), EUA, 2006, 118 min. Direção: Gabriele Muccino. Elenco: Will Smith, Jaden Smith,Thandie Newton e Brian Howe.

*professor, jornalista e crítico de cinema